NOVIDADES

CAPITAL DE GIRO: QUAL É O IDEAL PARA SUA EMPRESA?
21/04/2021

CAPITAL DE GIRO: QUAL É O IDEAL PARA SUA EMPRESA?

Cuidar do capital de giro do seu negócio é importante para manter as operações, além de garantir melhorias constantes na produção e no produto ou serviço final. Com a pandemia, aprendemos isso na prática, e muitos empreendimentos acabaram fechando as portas devido a essa falta.

Sabemos que é normal passar por momentos em que as vendas caem e os pagamentos atrasam, mas se você não tiver certo valor em caixa para segurar as contas até receber pelo que vendeu, o prejuízo é certo.

Pensando nisso, preparamos este artigo para você entender qual é o valor ideal para sua empresa, como calcular, conseguir e gerenciar. Vamos lá?

 

O que é capital de giro?

Na prática, o capital de giro é o dinheiro que faz sua empresa se movimentar em períodos sem entrada das parcelas de vendas feitas a prazo. Basicamente, é um valor guardado para suprir a falta momentânea de dinheiro, como aconteceu com muitos negócios durante a pandemia.

Qual a necessidade?

Esse recurso é o que sustenta qualquer empresa e financia as atividades para que as operações continuem normalmente. Além de cobrir despesas, também amplia as opções de pagamentos e permite investir em melhorias necessárias.

Como calcular?

O cálculo do seu capital de giro deve ser baseado nos gastos da empresa para saber exatamente quanto precisa para manter em caixa. Tudo começa com o levantamento dos custos fixos, aqueles que todo mês deve ser pagos, como aluguel, conta de água, luz, internet etc.

Após somar essas despesas, é preciso saber quanto de produtos ou serviços precisam ser vendidos para gerar lucro, incluindo os que estão em estoque, e quanto os seus clientes devem para você.

Uma fórmula simplificada de encontrar o seu capital de giro ideal é:

Capital de Giro (CG) = Valor das Contas a Receber (VCR) + Valor em Estoque (VE) - Valor das Contas a Pagar (VCP)

Por exemplo, para uma empresa que possui R$ 15 mil apenas em contas a receber, um estoque de R$ 6 mil e possui R$12.500 entre as contas a pagar, seu cálculo ficaria:

  • CG = R$ 15.000,0 + R$ 6.000,00 - (12.500,00)
  • CG = R$ 21.000,00 - 12.500,00
  • CG = R$ 8.000,00

Como conseguir?

O mais indicado é se autofinanciar. Ou seja, todos os meses guardar a quantia necessária para se manter estável sempre.

No entanto, sabemos que nem sempre há esse dinheiro, principalmente em momentos de crise. Por isso, recorrer a linhas de crédito é essencial para a sobrevivência do negócio nesse período.

Hoje já existem empréstimos para microempreendedores, formais ou informais, que oferecem um valor para atender suas necessidades, seja a compra de um novo equipamento, pagamento de dívidas ou investimento em uma nova tecnologia. Como é o caso do Microcrédito Produtivo da Credisol.

 

 

Como gerenciar?

Após ter o seu capital de giro é preciso pensar de forma estratégica, sobretudo se você emprestou para determinadas finalidades. Faça sempre uma reavaliação das receitas e despesas, tomando medidas de contenção de gastos, para evitar a perda das reservas.

Também não adquira muitos itens para o seu estoque, com objetivo de não segurar os ganhos por um longo tempo. Além disso, busque controlar a inadimplência para garantir que as compras a prazo sejam pagas quanto antes.

Neste post você aprendeu o que é o capital de giro e como encontrar o ideal para sua empresa. Além disso, conheceu dicas para colocar em prática e evitar problemas financeiros futuros.

Se você precisa de dinheiro para garantir o seu capital de giro, fale com um de nossos agentes de crédito e conheça a melhor opção para sua necessidade.