NOVIDADES

TORNE-SE UM MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL EM 6 PASSOS
04/07/2020

TORNE-SE UM MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL EM 6 PASSOS

Mais de 9 milhões de trabalhadores já se formalizaram como microempreendedores individuais (MEIs) no Brasil. Se você trabalha por conta própria e ainda não faz parte desses números, que tal saber um pouco mais sobre como se cadastrar e aproveitar os benefícios de ser um MEI?


Para começar, é importante que você atenda aos requisitos necessários:


1. Fature até R$ 81 mil por ano ou até R$ 6.750 por mês;


2. Não tenha participação em outra empresa como sócio ou titular;


3. Tenha, no máximo, um empregado contratado, que receba um salário mínimo ou o piso da categoria;


4. Exercer uma atividade que se enquadre como MEI. Clique aqui para conferir a lista.


Até aqui, tudo ok?

 

 


Bem, você não precisa saber de tudo e pode pedir ajuda sem custos para o Sebrae, buscar um contador, acessar o Portal do Empreendedor ou mesmo entrar em contato com uma unidade da Credisol para tirar todas as suas dúvidas.


Nós queremos muito que o seu negócio cresça com segurança e profissionalismo, por isso, fizemos um passo a passo para te ajudar neste processo de formalização. Vamos conferir?


1º Passo


Acesse o Portal do Empreendedor e clique em Formalização-Inscrição.


Preencha os campos com seus dados – CPF e data de nascimento.


Em seguida, informe seu título de eleitor ou o número de protocolo de entrega do Imposto de Renda Pessoa Física, caso já tenha declarado.


Abrirá uma página para preencher com informações pessoais e do negócio.


2º Passo

 

No Portal do Empreendedor, clique em Emitir Guia de Pagamento (DAS) para gerar e imprimir as guias de pagamento mensal.


3º Passo


Acesse o site da Receita Federal para imprimir a situação atual do CNPJ. Esse é um documento de comprovação para o MEI apresentar no setor de Tributação da prefeitura ou na Secretaria da Fazenda estadual, se for o caso.


4º Passo


Os MEIs estão dispensados da contabilidade, entretanto, precisam manter um controle das notas de mercadorias, documentos relacionados ao empregado e notas emitidas.

 

No Portal do Empreendedor, você pode selecionar a opção Cuidados e clicar no campo Relatório Mensal de Receitas Brutas para imprimir e realizar o preenchimento mensal da receita bruta.


5º Passo


Cumprindo o passo anterior, ficará mais fácil fazer a declaração anual de faturamento, onde o MEI relaciona e informa todas as receitas do ano anterior.

 


6º Passo


Agora, munido com documentos pessoais e empresariais você deverá solicitar as licenças e alvarás nos órgãos responsáveis.


Ficou mais claro?


O procedimento é simples, mas pode gerar dúvidas num primeiro momento. Depois que você finalizar o processo de formalização, é muito fácil emitir as guias mensais pelo site e também fazer sua declaração anual, basta manter seu negócio organizado e os documentos em dia.


Se precisar de crédito para investir, sabe que pode contar com a Credisol. Temos uma linha específica para os MEIs, com condições que cabem no seu bolso!

 

Fechar
ATENÇÃO: Não solicitamos nenhum tipo de depósito antecipado para liberação ou análise do crédito. Aqui você será atendido pessoalmente por um Agente de Crédito.